sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Human Touch

cheguei a casa cheia de duvidas
depois de um dia a pensar "será que vale a pena o esforço?será que não terá o mesmo fim que com fulano X?"
de amanhã (daqui a umas horas) não deve passar o fim das cenas e coisas que andava a ter e SÓ POR ACASO JÁ DEVIAM TER ACABADO..
mesmo que o que ando a ter, não passe da amizade, as outras cenas e coisas vão ter de ter um fim
falta arranjar coragem
seja para terminar
seja para fazer uma certa questão:
"what do you want from me?"
ou então: "what can i expect from you?!"
estou confusa.. sem saber o que esperar

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

we shall rule once again



ainda na onda do olhar para trás
este mês, também, um grande amigo fez as suas despedidas
embora por enquanto tenha voltado às raízes num mini período de stand by, para recuperar energias
vai finalmente fazer-se à vida, como sempre soube que ele iria
tenho imensa pena de já o ter sempre presente na minha vida
é daquelas amizades que sinto que vai durar mesmo muito tempo
não importa para onde ele vá... ou onde eu fique..
jumby é omnipresente
:P
e freitas há-de se lembrar de quando a rocha foi o seu reino, assim como de jumby
we shall rule once again...maybe not the "rock"..

for a while.. just look back



desde ontem que me pus a passar revista a este ultimo mês
e algo que agora parece que sempre lá esteve presente, começou apenas no inicio deste mês
vá confesso que desde o inicio do ano lectivo, que uns certos caracóis me saltaram à vista
mas daí até ao que há hoje.. não dava para prever

um dia já não é normal sem uma maré de sms's, ou uma longa conversa na net ou ainda  como ontem "já aí te vou ver"
é tão normal tê-lo ali já ao meu lado, no máximo a uma sms de distância
planos a dois, hummm... já é também um hábito
é tudo tão natural

fico assim a pensar..
será que realmente foi só no inicio deste mês?

domingo, 26 de dezembro de 2010

não há bela sem senão... (diz que somos de clubes rivais..)
ai vamos começar a ir aos jogos de futebol juntos..?
muito me contas sem o saberes...

"e a mim que me importa?!"

sábado, 25 de dezembro de 2010

entretanto mais um capitulo se inicia
tentar fazer o que antes acabou por dar para o torto
mas pessoas diferentes...situações diferentes
e mais uma vez há parecenças, mas felizmente bastantes diferenças
até agora não me queixo

"partir à descoberta parte 45.."
lol

funeral of hearts

estou para ter uma conversa séria
daquelas que servem para impor limites e quem sabe pôr um fim a algo
já está mais que na hora de terminar algo que não devia ter sido recomeçado
já não mantenho aquele contacto de antigamente, quando havia cenas e coisas que nos uniam
como já me tinha perguntado anteriormente, se me irias deixar seguir com a minha vida
tenho tido uma espécie de resposta.. tentas manter contacto e queres fazer planos
é que este capitulo está mesmo no fim, e não me parece que lhe vá acrescentar um epílogo
quando o suposto fim chegou, custou-me horrores
o reencontro não fez muito sentido
está na hora
encerrar os assuntos pendentes e dar-nos um funeral of hearts


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

ontem arrastei-te para fora de casa, e para inovar tive um ataque de timidez...
desde quando é que voltei a ficar assim corada a parva?
ridículo, lol

hoje..fui raptada
diverti-me mas continuo sem saber o que esperar
serás apenas cavalheiro, como daqueles que já não se fazem?

não sei mesmo
mas venha de lá outra noite destas
:)

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

look back ... "in anger" parte 1

não sei bem como começar um texto sobre erros passados
porque vendo bem as coisas, estes últimos dois anos têm sido repletos de erros e de irresponsabilidades
não sei bem quando começou este ciclo, mas por muitos erros que tenha tido, provavelmente fã-los-ia outra vez mesmo que tivesse a hipótese de voltar atrás no tempo
tentaria mudar os seus finais, isso sim
ou então não me deixaria levar pelo comodismo e pelo  famoso "vamos lá ver no que isto dá!"

o erro mais profundo e que mais marcas deixou, passou-se no verão passado
posso dizer que foi das minhas maiores loucuras, e que acabou por me deixar perdida e sem rumo
teve o pior fim possível, com direito a grandes rios de lágrimas
é certo também que foi a relação mais intensa que tive
fosse do risco que a envolvia ou o ser secretismo
foi bom enquanto durou
e foi horrível o que se seguiu pós ruptura
foram precisos muitos meses para recuperar (se é que já estou completamente recuperada)
durante esses meses de "naufrágio" ainda mais erros se cometeram, e muitos nem vale a pena referir

como se diz "depois da tempestade vem a bonança"
e como já é típico meu, essa bonança foi sol de pouca dura

John Mayer - Free Fallin'


adoro a versão original, mas esta também está qualquer coisa

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

jogo de cintura??

talvez...

um capitulo que teima em não terminar
enquanto um novo fervilha para ser iniciado

parece que o tentar deixar algo para trás não resulta
o que foi deixado insiste em seguir no meu encalço

este novo capitulo que me aguarda, pode não ser noutro espaço fisico
pode ser aqui mesmo
o que não me agrada muito

mas se for melhor...
e porque não?

se for apenas uma pequena mudança..
e porque não?

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

mais uma vez não entendo
tento continuar a minha vida sem ti, como se nada tivesse acontecido
dizes-me para seguir em frente
e depois fazes com que sinta a tua falta
assim não é justo
e não é que gostei desta saída??
sou menina para querer mais..lá ver se há "to be continued"

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

aqui a uns tempos uma amiga disse-me que para esquecer uma pessoa, por vezes é preciso substitui-la
desta vez não quero cometer erros
sei perfeitamente não estou recuperada da separação, mas também sei que já não custa tanto a despedida


hoje fiz planos sem que uma certa sombra pairasse sobre mim
um dia escreverei sobre ela.. ela e outras sobre as quais não sei se estou preparada para escrever
ainda não, mas um dia..


os planos de hoje deixaram-me nervosa
uma saída a dois...
ai mãe...não estou habituada..


oh para mim a caminhar em frente
mesmo sem saber para onde vou

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

há dias.. é tempo..

há coisas que tornam a passagem do tempo mais suave
há pessoas que amenizam o peso que às vezes trago aos ombros
hoje não foi um dia bom
mas foi melhor que muitos outros


é tempo de te deixar para trás
agora que já não estou tão presa
será que me vais deixar de ser egoísta e deixar-me ir?

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Kubb - Wicked Soul


tonight is the night...
i'll shed my wicked soul..

ainda sem fazer sentido
ainda presos num passado que teima em não acabar
enquanto não me fizer mal vou deixar andar

i am a .... in your bedroom
and i can see you in the dark

sábado, 4 de dezembro de 2010

The Last Day on Earth



regresso a casa num estranho estado de vazio
demasiado triste para conseguir dormir
regresso a uma casa à qual cada vez menos gosto de regressar
nem sei o quero, além de sair daqui

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

começo a ficar cansada de chorar...

adeus...





e assim sem uma despedida, fiquei sem o meu menino
o meu Faísca..

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010


will i ever have remedy?
guess not..
didn't it already ended?
i'm confused..once more

seriously?

dia em cheio!
matei saudades da minha irmã, conheci a pequenita dela
conheci o meu irmão que veio acompanhado pela mulher e filho
25anos depois..conheci o meu irmão
cara chapada do meu pai
pelo andar da coisa o filhote dele, vai ser mais um senhor Taklim quando crescer
todos feitos pelo mesmo molde, lol

esperemos que esta reunião motive o meu velhote
e melhore o seu estado de espírito

porque discussões como a que tivemos ontem, não quero repetir
deixam muita mágoa
e não está na minha mão tentar compensar o que foi dito
tudo o que era errado e que foi dito, não saiu da minha boca

e neste caso, lamento imenso mas não me vergo à vontade dele

mas se me voltar a dizer o que disse, não sei se consigo esquecer
e agir como se nada tivesse acontecido

há coisas que não se dizem
por muito doente que se esteja
e por muito que a doença modifique e afecte uma pessoa
é errado
e magoa mais por não ser verdade

este egoísmo egocêntrico
não vê nada para além do próprio umbigo
não liga aos sacrifícios feitos pelos que o rodeiam
não tenta sequer facilitar a vida, de repente tornada limitada, dos que cuidam e o apoiam

não gosto que se tenha deixado acomodar ao "acamado" que se tornou
as promessas do "faz e acontece" que nunca chegam a acontecer

mal fadada consulta que nunca mais chega

será que quando chegar a hora da tomada de decisões, terei coragem de sugerir que seja internado
para que tenha o acompanhamento que realmente precisa?
quer físico quer psicológico

será?



não sei...

domingo, 28 de novembro de 2010

La Chanson Noire - O Bordel de Lúcifer (FNAC Coimbra)




Esta noite eu vou sair,
esta noite eu vou voar,
Vou morrer de tanto rir,
Vou correr e vou saltar…
Enxofre na minha pele,
Vou fazer o meu papel,
Dar ao corpo o que ele quer,
No bordel de Lúcifer…
Vinagre em forma de mel,
Vais fazer o teu papel,
Puritano ou infiel,
No bordel de Lúcifer…
Esta noite eu vou fugir,
Esta noite eu vou dançar,
Vou beber até cair,
Seduzir e fornicar…
Enxofre na minha pele,
Vou fazer o meu papel,
Dar ao corpo o que ele quer,
No bordel de Lúcifer…
Vinagre em forma de mel,
Vais fazer o teu papel,
Sejas homem ou mulher,
No bordel de Lúcifer…



(nova banda sonora da minha cabeça...quem diria que uma ida à fnac iria dar nisto)



endearing poems of you
will wipe my faults away
your gently caress can
disarm my doubts of faith

and while you elsewhere fuse
in nameless loathsome tales
i plead for twilight come
that brings me back my maid

forever and ever
enslaved by your heart
forever my destiny
and sometimes
they try to tear us apart
but never they break our creed
"Creed" - Scream Silence


forever and ever...
this trembling body
melt itself down
in sorrow and lack of pain
stuck in numbness that shows no end

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Anything but Beautiful


finalmente e depois de muito trabalho... anything but beautiful dos juy for kings

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Michelle Branch - Breathe

ouvi hoje na rádio
e levantou-me um pouco o espirito





por vezes faz bem ouvir algum assim, meio "carefree"

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

surprise!

aqui à uns tempos peguei num livro antigo
quase o meu favorito
e tinha lá este presente:

Das Sombras Vieste
Das Trevas me Atormentas
À minha Realidade não Pertences
Essa Ausência é Perturbante
Inquietante
Sem poder Viver para Sempre
Nesse Espaço sem Tempo
Perco-me neste Presente

Sem te Conseguir Descrever
A nostalgia Interpela-me
Insistindo que Existes
Que és Real

Na penumbra te Arrastas
Não te é Permitido sair desse Mundo
Dos "ainda não Existentes"
Talvez seja um Sub-nivel da Realidade
Onde Sobrevivo

Presinto-te nas Trevas
À Espera
Aguardando

Quando Chegarás?

"Arrival" - 19/11/2007

há coisas que fazem sempre sentido.. 

terça-feira, 23 de novembro de 2010

no one knows

overcome the pain
endure this loneliness
ain't that hard?

yes i still miss you
no, i won't go back to where we were
and what we had

it feels like
no more tears will fall
it feels like this sorrow
will come to an end

the time turn my back to pain
is just around the corner

will numbness be all that remains?

domingo, 21 de novembro de 2010

Anything but Beautiful

Awaken to a world devoid of hope and faith
I don't want to look anymore
I turn it off but it won't go away.
the pain of a high school end
the rest in a young suicide
the media drawing in 
an escape from a young girl's life
from a young girl's life. 



And we're falling further every day
now our tallest towers sway
I'm holding on in this world of decay
and I've realized that
this is anything but beautiful
anything but beautiful

Awaken to a day
the fear in the eyes of a boy
the cold of a hospital stay
where a child is a cancer toy
and if the angel for the lord
is the angel with the sword
I don't believe that anymore
I just don't believe that
still holding on for a chance to be strong

Falling further every day
now our tallest towers sway
I'm holding on in this world of decay
and I've realized 
this is anything but beautiful
anything but beautiful.

Somebody hold my eyes closed
somebody make the snow and the rain
one step from the fall don't you know
looking for heaven but the light never came
somebody keep my head turned 
give me a soul for a piece of the wire
I came for a god but it all burned down
in the fire

Falling further everyday
now our deepest oceans dry
we're holding on in this world
of decay
I've realized
open your eyes



this is anything but beautiful
this is anything but beautiful
anything but beautiful
a world anything but beautiful


By: July for Kings

qualquer dia consigo pôr aqui a musica..
ainda tenho todo um mundo de criação de videos e youtubes por dominar
I'LL BE BACK!!
já lá dizia o outro 
regressar a casa com lágrimas a verter e ter uma torrente ainda maior por verter
não é das melhores coisas do mundo

mas soube realmente bem sentir a chuva
a molhar-me a pele

soube bem o frio

soube bem saber que se agora me desmanchasse num pranto
ninguém repararia

não por que a rua estava vazia
mas por estar a chover

não é justo estar triste
enquanto lá fora o dia é bonito e cheio de sol

gosto destes dias de chuva
já e estranho o suficiente afectares-me mais do que a situação familiar em que me encontro

o escape que foste, deixou um vazio bem grande

depois de um dia calmo e um inicio de noite cheio de amigos e pessoas novas, pensei que o dia iria passar sem lágrimas

enganei-me

fingi não ouvir quando eras mencionado

bastou uma simples musica e uma simples pergunta, para o pequeno murro cheio de fissuras vir abaixo com uma torrente de lágrimas.

"eu não consigo chegar a ti
não posso chegar a ti"

não posso nem quero

apenas quero encher o vazio que deixaste

foi inevitável, eu sei


não, não te quero voltar a ver
nem saber que voltaste
ou que não vieste sozinho


mas não pensei que magoasse tanto

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

palavras que poderiam ser minhas

O verbo voar

Eu não voo, tu não voas, ele e ela não voam, nós não voamos, vós não voais, eles não voam. Devia ser assim que nos deviam ensinar a conjugar o verbo voar, pelo menos no sentido figurado. É uma ilusão, isso de que as pessoas voam, uma ilusão que acaba quando se cai de cara no chão. E mesmo assim, continuamos a iludir-nos, a achar que estamos a caminho das nuvens quando só estamos em queda livre. As pessoas não voam, a gravidade atrai-nos para o chão e não temos asas para evitar esse efeito. As pessoas não voam, só pensam que voam enquanto ainda não se estatelam no chão. E isto vale para tanta coisa…

Onde é que eu já ouvi isto. Conheço um rapaz e penso que ele é diferente, que tem que ser diferente, que é especial claro que sim, que não posso estar enganada em relação ao carácter dele, que aquilo é açúcar nos olhos e não ruindade. A medo, esqueço os meus medos. Atiro-me de cabeça e sabe tão bem. Sabe bem o vento na cara e o frio na barriga, as noites em branco. Não quero dormir porque a realidade é melhor que qualquer sonho, e na cama revisito cada beijo, com saudades de momentos que ainda não nos aconteceram. Gosto tanto que dói. Isto devia indicar que já estou em queda livre, que a paixão preenche o espaço onde antes estava o amor próprio, o meu amor próprio. Quando o vejo sinto-me nas nuvens e penso que posso voar. Mas as pessoas não voam, eu nunca voei, só saltei e caí, mesmo que a queda tenha chegado mais cedo ou mais tarde. Um dia, acordo com o mundo de pernas para o ar e os olhos inchados, quero dormir o dia todo porque debaixo das nuvens levo com chuva e tempestades dia sim dia sim. Penso que aterrei mal, que devia ter visto os sinais e ter aterrado o meu coração de forma tranquila sem o desfazer em pedaços pela pista fora. Mas é impossível que a aterragem fosse suave, porque não estávamos a voar, estávamos a cair e era apenas uma questão de tempo.

O verdadeiro voo é conseguir ser feliz sem nos iludirmos, sem mentirmos a nós próprios, sem ter que saltar e fingir que estamos a voar. A verdadeira felicidade, aquela que pode durar é a que se conquista de pés no chão e coração cheio de amor pelos outros e por nós próprios.

http://srafeiticeira.blogspot.com/2010/11/o-verbo-voar.html
acabou...
"uma mão cheia de nada"

quinta-feira, 18 de novembro de 2010




today is the day
the last day
maybe I'll cy
maybe I wont

how's it going to be when we find out there is nothing between you and me?

I'll try fighting my way back
once more
once again
but this time a little bit more stonger than I used to be

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

someday I'll write about it
but not now
almost the end now..

getting ready to be depressed

can i handle this over coming loneliness?

why are we acting as if everyday is just one more normal day?

let's enjoy it as if it wasn't about to end

domingo, 14 de novembro de 2010

Ugly Kid Joe - Cats In The Cradle



little boy blue..in the man on the moon...
we'll get together there..
now again i find myself so far down
away from the sun
i wish we could have written
our names across the galaxy..
meteor flower..
falling further everyday now
our deepest oceans dry
and we're still holding on in this world of decay

so lay your body down next to mine
while i hold up my tears and hope not to let myself cry
and than, yesterday will be gone

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

if it's not meant to last...why make plans?
i don't understand what you want and mostly what you feel
i wont say a word
even though you know the answer
still you keep making that same question

domingo, 7 de novembro de 2010

hoje estou mais confusa que o normal..
வி டூ யு டெச்ட் மீ வ்ஹிலே யு ஆர் வித் ஹேர்?

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

to endure...

this need i have of you
mind and body separate themselves
while the mind try to make some sense of it all
evading itself from this reality
this body responds to your touch and keeps asking for more

and still everything you do invite me to stay
almost everything you say make me believe this will last
but i know it wont

i wanna believe
i wanna believe in something

i just want a normal life
could you live a normal life with me?

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

I am the one and only

depois de um fim de semana relaxante...e de uma descoberta musical brutal...
nada melhor que um "one hit wonder"




Chesney Hawkes - 1991 - I am the one and only

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Beyond Redemption...in the Beginning of the End

close to the edge
you nearly push me down
close to the end
you almost make me fall

within your embrace
i try to picture
the best way to walk away from you

the end is upon us
closer than i thought
closer than i ever realised

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Gosto de palavroes!



Texto de Mestre Miguel Esteves Cardoso!

não resisti...
depois de tantas gargalhadas e de chorar de tanto rir

segunda-feira, 18 de outubro de 2010


será que perdeste um pouco do teu tempo
e chegaste à conclusão que estamos demasiado próximos
para o nosso próprio bem?

"how beautiful when sadness turns to songs"

não me serve de nada antecipar o que está para vir
mas não consigo não me preocupar

domingo, 17 de outubro de 2010

há perguntas que não se devem fazer
há respostas que não se deviam fazer ouvir

o que me dirás amanhã?

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Everything Burns

gosto como me levas para o quarto
a suavidade com que me acaricias
a tua respiração entre-cortada perto do meu ouvido
o tom de brincadeira com que nos beijamos

gosto como me tiras a roupa
da forma como fico insegura e vulnerável
por baixo de ti
como não resisto a esconder o rosto
a rir de nervosismo

gosto da forma como me acalmas
do abraço final em que ficamos
e das conversas que não têm nada a ver
com o que acabamos de fazer

apenas não gosto do fim anunciado


há coisas que poderiam ficar por dizer
e laços por criar
mas assim...
não sei
tornaste "isto" mais difícil

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

talvez..

um dia conto-te uma historia
que podia ser tua
que podia ser nossa
talvez te conte um segredo
por muito que não custe
talvez te conte a medo

um encontro
há muito desencontrado
no tempo perdido
e por agora talvez achado

em voltas desconexas
caminhos sem saída
e vielas
que tornam sempre ao mesmo ponto

esta é uma historia sem fim
pelo menos por agora
enquanto os caminhos tornam sempre ao mesmo ponto
ao mesmo local

talvez quando encontrar um caminho novo
realmente te conte esta historia

ou então talvez não
pois esse caminho se for o certo
não me trará de volta a ti
levar-me-á a outro lado

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

could it be?

is it doom enough for me?
can it bring me some hope?
the salvation i seek?
i'm lost..so lost
take the dispair away
come and sing me a beautiful song
hold me until we are one
keep me safe until i'm whole again



the lyric woulnd't be enough..
i think..
i feel..

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

"esta ausência.. é uma presença constante
um dormir sob um ligeiro abraço.. é como um distante sonho incerto
o receio de querer mais.. sem no entanto o poder ter ou ainda o merecer
situações presas no limbo da realidade e da tentação
um desejo que se alongue por um tempo indefinido, mas que no entanto já tem um fim agendado"

hoje gostava de escrever algo optimista, que mostre que não estou sempre deprimida
coisa que realmente deveria estar, pois para variar ando sempre metida em confusões...
mas há uma coisa chamada negação que muitas das vezes que aparece em cena até é bem-vinda
as restantes vezes, já é um habito "ok...isto não aconteceu/está a acontecer..", e é só não pensar no assunto e seguir como se nada tivesse acontecido
hoje não é um desses dias, de negação
queria escrever sobre o que se passa, mas este passar não é só meu para o partilhar
é um passar que me faz bem, mas no entanto não se pode considerar saudável
gosto do que me faz, da sensação que me deixa
é um intermitente fixo
que está presente, sem no entanto estar

mais uma vez sei tratar-se de um presente envenenado, mas neste momento é um veneno que me faz bem
quando os seus efeitos negativos se começarem a notar.. logo vou ao "médico"

venha de lá esse carpe diem, enquanto a consciência está offline e a bela da negação presente

domingo, 26 de setembro de 2010

desapontamento..

desapontada...
comigo
com o que faço
com os azares que batem à porta
e acabam por entrar
como se tivessem recebido convite

triste
comigo mesma
com o facto de realmente tentar atinar
tentar não me perder no caminho que me forcei a traçar
mas a triste realidade não é essa

forço a mudança
esforço-me por não me perder
e as vezes que baixo a guarda para aproveitar o pouco tempo que ainda posso ter
com quem mais importante é para mim
é quando tudo descamba

é triste
não só ter a noção de que já não posso baixar a guarda
mas também é triste que por erros meus
ter de envolver pessoas em enredos que não lhes pertencem

espero que não fiquem ressentidos..
não foi por mal

terça-feira, 7 de setembro de 2010

"jamais apanharei o comboio, se posso voar
jamais ficarei calada, se puder falar
jamais irei embora, enquanto puder ajudar
jamais andarei, enquanto puder correr
então porquê apenas chorar, se posso chorar de alegria ou de tanto rir?"


inspiração antiga.. vinda de algo que li e aqui adapto

há dias assim..
espero que durem

sábado, 4 de setembro de 2010


às vezes um simples sorriso pode esconder mil e uma lágrimas por derramar..


esta vida é quase que como um fio de água que nos escorre por entre os dedos sem darmos por isso..


era bom poder parar o tempo e ficar num limbo.. quase sem existir..

sexta-feira, 3 de setembro de 2010


por muito que se diga que temos sempre hipótese de escolha...
às vezes tentar ser forte é a unica hipótese que resta..

"tudo o que é meu, é tudo o que eu não sei largar...
queres levar tudo o que é meu e tudo o que não sei largar.."

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

há coisas fantásticas, não há?

banda sonora mental enquanto trabalho

não não é no pingo doce

lol

sábado, 21 de agosto de 2010

work hard, party harder!

este mês tem sido uma correria
com um emprego temporário que nunca pensei que me satisfizesse
gosto de andar de um lado para o outro, a carregar pesos
por muito pouco estético que seja um trabalhador suado, gosto do cansaço do final do meu turno
é certo que não tem nada a ver com o que tenho vindo a estudar nos últimos anos
mas gosto
o constante contacto com pessoas (mesmo que algumas não sejam o melhor exemplo de boa educação), o facto de nunca estar parada e mesmo assim ter "tempo" para as minhas divagações
em três semanas ainda não conheço toda a gente, e decorar nomes sempre foi o meu fraco
confesso que quase fujo sempre que vejo algum dos chefões
como mal os consigo perceber, já não digo que sim a tudo
já me lixei uma vez, não quero repetir a coisa

vá.. os colegas até são simpáticos
alguns até descarados
mas há sempre uma situaçãozinha em todo e qualquer emprego que arranjo
cheira-me a karma
lol

não me cheira que me renovem o contrato..
o que se seguirá?

o bom disto tudo é que nas minhas folgas mal paro em casa
e ninguém me pode dizer grande coisa, pois dou o litro no trabalho
ihih
diz que amanhã estou de folga!!
Iupiiii

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

ALEXANDRIIII!!!!

ha coisas irresistiveis....

lolol

just for you ...Jumby

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Banzai!!

depois desta experiência com moços piquenos, lol, arranjaram-me um part-time
nem tive tempo de ressacar dos "meus miúdos"
comecei logo no dia seguinte na reposição...
depois de 3 dias de trabalho, posso dizer que "para quê ir para um ginásio???"
só hoje na 1ª hora que estive a trabalhar, fiquei feita em agua

mas não me apetecia nada escrever sobre o trabalho
quero sim, falar do fim de semana passado entre amigas
e como é de esperar, três gajas juntas... além de corte e costura, muita conversa e compras, também houve direito a ataques kamikase durante a noite!
a minha sis, tem um gatinho pequenino, com uma energia enorme
dormir com ele por perto era quase mentira
mas a gente divertiu-se
o que faltou mesmo foi uma nightada para inaugurar a noite de Lisboa!!
mas mais oportunidades não faltarão

só quero que chegue a minha folga para realmente descansar...já ando há 6 dias a arrastar-me pelos cantos..

Um barquinho ligeiro andava, ligeirinho andava... na piscina

esta ultima semana muito do sempre pensei "eu???nunca!" passou a ser "eu??humm, talvez"
confesso que nunca gostei muito de bebés ou crianças, tirando o meu sobrinho
mas tive de substituir a minha pimpolha, no seu trabalho
alugar uma espécie de divertimentos para crianças
o que mais gostei foi dos barquinhos
tinha mais interacção
e também dava cabo das costas mais depressa,lol
nos dois dias que la tive, mesmo sem ser obrigada, brinquei com crianças
e no caso dos gémeos Hugo e Tiago diverti-me e ainda ganhei um beijinho de cada um à despedida

foi fofo,lol
já posso aumentar a minha lista de miúdos lindos
lol

terça-feira, 27 de julho de 2010

Time out

está na altura de fazer uma auto-análise

ainda não é desta que se termina outro ciclo existencial
mas alonga-se um que já devia ter chegado a um fim

devido a 2,3valores perdi a hipótese de ir aos exames de Setembro
depois de tanto esforço, pestanas queimadas e dinheiro empregue, mesmo tendo tido positiva.. acabei por chumbar

e coragem para dizer aos meus pais? isso é que está difícil

vou dar uns dias...ou vou adiar a sentença de "morte"..

entretanto vou estar fora uma semaninha
tenho de me afastar daqui

a pressão para terminar o curso foi terrível;
também tenho de terminar o curso de inglês que sejamos honestos se não for pelo certificado final do curso, aquilo foi uma perda de tempo e de dinheiro;
e por fim o facto de passar a maior parte dos dias fechada em casa a cuidar e a acompanhar do meu pai

e nisto tudo há um ciclo vicioso complicado de explicar
quando está comigo, o meu pai está calmo e não implica com nada

mas quando se trata da minha mãe, ele tem ataques de mau feitio que não lembra a ninguém
e por fim lá vem a minha mãe de cabelos em pé descarregar em mim

ou seja, como já andamos as duas a engolir sapos a muito tempo, acabamos por gritar uma com a outra


já a algum tempo que me andaram a fazer a cabeça para ir procurar emprego
a minha questão é: comigo e com a minha mãe fora de casa, que é que toma conta do meu pai?

sei perfeitamente que daqui para a frente terei de ser eu a pagar o resto do meu curso
por isso, até já andei a fazer buscas na internet e guardei algumas páginas que me interessaram
mas para eu trabalhar, já não vai ser part-time como foi à quase 3anos atrás
irei trabalhar a tempo inteiro

bem, vou aproveitar esta semana e a próxima para relaxar um pouco..
depois será o regresso a esta realidade sombria

terça-feira, 20 de julho de 2010

efeito calmante..logo seguido de boas lembranças

quinta-feira, 15 de julho de 2010

on and on...

lady gaga - alejandro

segunda-feira, 28 de junho de 2010


depois de algum tempo a tentar mentalizar-me que já não posso sair às horas que quero e voltar às horas que quero, porque tenho de estar em casa a fazer companhia ao meu pai e a cuidar dele
recebo uma pequena grande noticia
mal acabe o curso, vou-me embora
no inicio por uns tempos, depois logo se vê
mas pelo que percebi da conversa do meu pai, vou voltar para a casa onde cresci
desta vez, sozinha

mas aqui é que a porca torce o rabo
já foi um chock terrível quando tive de sair de lá, contrariada
e agora ter de voltar para lá onde já não tenho ninguém...

pronto, também não é bem assim
tenho poucas pessoas, alguns conhecidos, uma grande amiga mas que casou a pouco tempo e tem a sua vida por organizar, e ainda um amigo da época em que ainda lá morava

o que não me agrada nada nesta situação, é que se a iniciativa de voltar tivesse partido de mim, não me iriam deixar ir para lá
mas como a ideia não foi minha.. só falta acertar datas

uma coisa era sair de casa, por já estar mais que na altura
quando já estivesse preparada mental e economicamente para me fazer à vida
assim tenho medo..

bom...já estava mais que na altura de haver alguma mudança nesta vidinha
mas.... sozinha...para lá... não vou!
estive a pouco a falar com uma amiga minha..
sempre planeamos morar juntas... lá ver se é desta..
tenho esperanças...

sábado, 26 de junho de 2010

Antonio Variaçoes - Erva Daninha ao alastrar





Só eu sei que sou terra
terra agreste por lavrar
silvestre monte maninho
amora fruto sem tratar

Só eu sei que sou pedra
sou pedra dura de talhar
sou joga pedrada em aro
calhau sem forma de engastar

A cotação é o que quiserem dar
não tenho jeito para regatear
também não sei se eu a quero aumentar
porque eu não sei

Porque eu não sei se me quero polir
também não sei se me quero limar
também não sei se quero fugir
deste animal
que anda a procurar

Só eu sei que sou erva
erva daninha a alastrar
joio trovisco ameaça
das ervas doces de enjoar

Só eu sei que sou barro
difícil de se moldar
argila com cimento e saibro
nem qualquer sabe trabalhar

Em moldes feitos não me sei criar
Em formas feitas podem-se quebrar
também não sei se me quero formar
porque eu não sei

Porque eu não sei se me quero polir
também não sei se me quero limar
também não sei se quero fugir
deste animal
que anda a procurar



(hei-de dar a volta a esta situação...espero que seja a volta certa..)

sexta-feira, 25 de junho de 2010

é triste


há conversas que nunca se espera ter, e quando finalmente se as tem há sempre algum choc
ao que parece e sem me aperceber, desde eu e os meus pais nos mudamos para cá, deixei de ser quem sempre fui
antes da mudança era uma pessoa tímida, é certo, mas calorosa
pelo menos em família

desde a mudança.. e agora, sou vista como fria

estava convencida que o meu pai é que não era dado a demonstrações de afecto, mas não...
fui eu quem o afastou
não tinha essa noção de ter sido eu que na minha revolta de ter tido de me afastar de tudo o que conhecia e que me era querido, me isolei e me afastei dos meus próprios pais

hoje, por ter criado essa distancia à tanto tempo, é-me difícil demonstrar afecto e carinho.
não está em mim ser carinhosa
mesmo estando o meu pai tão doente, só lhe consigo dar a minha companhia
isso e controlar os ataques de mau feitio (o que nem sempre é fácil, quando os nossos feitios têm tendência em colidir)

há conversas que nos ficam na cabeça para nos atormentar
esta é uma dessas

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Abonos - All Souls Night



back to the unendding end...

sexta-feira, 18 de junho de 2010

terça-feira, 15 de junho de 2010

apenas porque gosto de recordar

Mamonas Assassinas - Vira-vira

sábado, 12 de junho de 2010

Quase foi uma noite épica

obrigada por ontem...

adorei ter estado com todos vocês

adorei a noite

a boa onda de tudo...

faltaram algumas pessoas mas a intensão também conta

terça-feira, 8 de junho de 2010

"Cansada eu?


....nahh só de ti!"

sei que vou ser ruim e tudo mais...mas tenho mesmo de dizer isto
nunca pensei que me fartasse de alguém num espaço de 4dias!
mas fartei!
dei por mim a sair a rua e espreitar para ver se não encontro um certo alguém

só de lembrar as palavras que muitas e muitas vezes a minha sósó e a minha pimpolha me disseram, "pesam-me" na reserva de paciência que tão depressa atinge os níveis críticos de esgotamento ao pensar que vou encontrar aquela moça....
nem a bateria do meu télélé aguenta (true story!!!!)

como é que uma única pessoa pode funcionar como íman de situações manhosas e ao mesmo tempo funcionar como repelente de companhias do dia a dia??
ufa ufa
pergunta do momento: "quando é que te vais embora mesmo??"

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Sabes uma coisa? Passas-me ao lado...continua assim!

This Aint A Love Song - Official Video - Scouting For Girls

terça-feira, 1 de junho de 2010

sai mais um gosto musical bem estranho!!
então não é que a minha mais recente BSO além da muito "criticada" musica japonesa a partir de hoje também contém musicas da Sérvia
é o que dá investigar alguns dos participantes do eurofestival da canção
a isto se chama um grande refresh musical!!!
e A-DO-REI!


(quanto mais me tento manter indiferente, mais essas tuas trevas me alcançam..será possível?!)

domingo, 30 de maio de 2010

já não sei se são as companhias que atraem cenas estranhas ou se são só as próprias noites que se me andam a revelar o seu lado estranho
estarei a precisar de mais um "vá para fora cá dentro"?

(mais uma vez a tua sombra alcançou-me...mas porque é que essas tuas "malvadas" trevas tanto me atraem?...)

mais um pensamento para reflectir..

quinta-feira, 27 de maio de 2010

terça-feira, 25 de maio de 2010

Sakasama no Chou - Jigoku Shoujo

para relaxar um pouco..

coise!

depois de 3 dias fechada em casa, finalmente saí
soube bem estar isolada de tudo
e fez bem a tudo menos aos meus olhos, já que ando a devorar anime em doses industriais
sim é coisa de "putos" mas neste momento é o que ainda me dá alguma alegria
faz com que me consiga abstrair da realidade em que me encontro

tirando o clima de casa que tem alturas em que me apetece pegar no carro e abalar sem dizer nada a ninguém

depois há a suposta vida amorosa que no espaço de uma semana arrasou-me com uma pinta doida

nunca pensei é que esta saída fosse uma espécie de pretexto para levar um raspanete por ter estado 3 dias fechada
a cena é que levei na cabeça por ter visto anime non-stop!!
dá para ter um vicio???
arre!
se me faz bem... qual é o mal?
se me alegra e afasta a depressão.. qual é o mal?

bem..hoje consegui encarar os meus "ex-problemas" e sem ter vontade de me teleportar no momento em que os vi
estou quase contente por ter convivido durante 3horas..sem corar, sem me stressar nem nada que se pareça

vá.. hoje até que o dia podia ter corrido pior..

sábado, 22 de maio de 2010

e como há dias em que se deve sorrir
não dá como evitar um sorriso amargo

vou voltar para o meu mundinho
que lá é mais seguro
se há coisas que me lixam é saber o que quero
e também saber que nunca hei-de o ter

e que não posso ser honesta o suficiente para dizer "gosto de ti..tu é que nunca soubeste o que querias"

e agora ver-te assim..é claro que magoa..

sexta-feira, 21 de maio de 2010

mais um dia se passou...

hoje sim, foi um dia de revelações
uma que por um lado me deixou cheia de vontade de rir às gargalhadas
outra que me deixou um pouco triste, pois desconfio que uma ligeira amizade com algumas cores está para se extinguir
a primeira é quase caso para dizer "pela boca morre o peixe"...
ah e tal fazes e aconteces...unf... não fazes é nada..e ainda deixas a desejar!
só tenho pena de quem te atura...ninguém merece...
a segunda..deixou-me triste por nos darmos realmente bem e agora por obra e graça de um santinho qualquer puff! acabou..
só não percebo a razão de um corte tão radical...mas pronto...
mas, posso dizer k até é um certo alivio, assim os meus conflictos internos focam-se numa única fonte problemática

lá ver o que resolvo aqui para este futuro próximo

sábado, 8 de maio de 2010

poder dizer que esqueci
que já não quero saber
que me é indiferente
que não me afecta
continua a não ser possível
sempre que me convenço
que estou prestes a atingir esse objectivo
puff...
voltas a aparecer
com esse teu sorriso
e olhares disfarçados
como se anunciasses o desmoronamento
deste já meu pequeno e instável mundo

será possível que
a cada reaparecimento teu
consigas fazer com que
este meu pequeno mundo
volte a girar em tua volta?

não tens noção "mal" que me podes fazer..
esperemos que continues sem saber...

sexta-feira, 7 de maio de 2010

"Em cada instante das nossas vidas temos um pé nos contos de fadas e outro no abismo"

será de génio ou de louco?

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Imperfeito esquisso

não...
não sou um ser perfeito
quanto mais me tento esforçar menos faço

não sou uma filha perfeita
ou uma estudante perfeita
quanto mais pressão para atingir qualquer uma destas perfeições
mais desilusões causo

por muito que tenha sido criada num mundo imperfeito
não o posso usar como desculpa
pois as minhas imperfeições são só minhas

usar a situação presente como motivação
nada mais é que uma miragem

os "teres" ou os "fazeres" hão-de ficar sempre neste limbo..
pendentes

o ser orgulhoso e decidido
que me orgulhava de ser
cada vez se encontra mergulhado num mundo de negação

"não, isto não está a acontecer"
é logo seguido por um
"não quero saber"
criando-se assim um ciclo interminável

não estou presente de corpo e alma
em todas as "frentes" que deveria estar
mais uma das minhas falhas

qualquer dia conto-as
faço uma listazinha..
a ver se acordo desta dormência
e caio na depressão que me rodeia
cada vez mais de perto

sábado, 10 de abril de 2010

de volta ao ruido

chamem lhe bebedeira mal curada, chamem lhe ressaca por sofrer ou mesmo o não curti o belo do dia "anti-social" que se segue à bebedeira..sei que o meu belo humor está a tornar-se terrível
voltei a ouvir "barulho"
o meu velho sarcasmo que antes apenas se revelava na escrita, está ao rubro!
posso ate gabar-me que estou cada vez mais desbocada!!
valha-me o god
se antes apenas o pensava.. agora sai-me tudo quase ao mesmo tempo que o penso
pânico pânico

mas para compensar o mau feitio.. ate me ando a portar bem..
já não faço porcaria só porque me apetece e porque fulano está mesmo a pedi-las

recentemente sobrevivi a uma noite em que as duas pessoas que mais me dizem estavam no mesmo espaço...
foi quase meio ataque cardíaco pela noite a dentro

um que deixou de dar sinais de vida, pensa que estou chateada com ele
outro que andou armado em parvo, anda a provocar-me.. mas ainda não sabe o que quer

ohh vida...

há que saber escolhê-los a dedo...

e depois não quero eu andar a ouvir barulho...

terça-feira, 6 de abril de 2010

Joshua Kadison - Jessie



mais uma reliquia...
ando tão lamechas..

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Há musicas...

... que fazem um certo sentido
esta é um exemplo daquelas que fazem sentir e pensar..
dá-me vontade de a rescrever, uma versão pessoal
possivelmente seria uma versão ainda mias lamechas
por muito minha que a tivesse tornado

...so I'd be leaving on a jet plane...


Leaving on a jet plane
by John Denver

All my bags are packed I'm ready to go
I'm standin' here outside your door
I hate to wake you up to say goodbye
But the dawn is breakin' it's early morn
The taxi's waitin' he's blowin' his horn
Already I'm so lonesome I could die

So kiss me and smile for me
Tell me that you'll wait for me
Hold me like you'll never let me go
Cause I'm leavin' on a jet plane
Don't know when I'll be back again
Oh babe, I hate to go

There's so many times I've let you down
So many times I've played around
I tell you now, they don't mean a thing
Every place I go, I'll think of you
Every song I sing, I'll sing for you
When I come back, I'll bring your wedding ring

So kiss me and smile for me
Tell me that you'll wait for me
Hold me like you'll never let me go
Cause I'm leavin' on a jet plane
Don't know when I'll be back again
Oh babe, I hate to go

Now the time has come to leave you
One more time let me kiss you
Close your eyes I'll be on my way
Dream about the days to come
When I won't have to leave alone
About the times, I won't have to say

So kiss me and smile for me
Tell me that you'll wait for me
Hold me like you'll never let me go
Cause I'm leavin' on a jet plane
Don't know when I'll be back again
Oh baby, I hate to go

Cause I'm leavin' on a jet plane
Don't know when I'll be back again
Oh babe, I hate to go

terça-feira, 30 de março de 2010

Queda


é numa queda sem fim que me espelho e identifico
é num cair sem fim que penso
"quando irei parar?
quando irei esta queda finalmente abrandar?"
cair sem finalidade
cair sem fim
continuo a cair
será esta queda apenas o passar apressado do tempo?
ou serei eu que não me consigo aperceber
de tudo o que passa depressa
cada vez mais depressa..
cair
continuo a cair
mas agora uma queda mais suave
já chega daquela brusquidão constante
mas o final deste cair tarda em chegar
mas será que quero que chegue mesmo?

segunda-feira, 29 de março de 2010

Ir mais alem


ir alem
ir alem mar
alem fronteiras
ir onde quero
ir onde sonho ir
ir com ou sem gosto
ir porque sim
ir..porque não?
ir só ou levar-te comigo
ir devagar ou com um pouco de pressa
ir com ou sem tempo nenhum
ir alem de tudo
alem de todos
um dia irei
queres vir comigo?

quarta-feira, 24 de março de 2010

Breathe - Midge Ure



simplesmente porque sim...
porque faz sentido na minha cabeça...
porque ao ouvi-la no rádio senti um arrepio..
porque..

terça-feira, 16 de março de 2010

Ora toma lá a ver se gostas!

estava eu aqui na amena cavaqueira com um amigo meu, debatendo peripécias das nossas queridas vidinhas, quando dei por mim a levar com uma rapuze das neves na face!
e passo já já a explicar

aqui a uns mesinhos quando ainda andava metida num enredo complicado, quase estilo Agatha Chistie mas sem ter nada a ver com policiais e crimes, quando alguém se fez notar
mais uma daquelas noites que nem sempre vale a pena recordar, de tão complicadas e surreais que são
esse alguém parecia ser decente e não mais um com a mania que é garanhão e atacar tudo o que mexe (só precisa mesmo ser gaja para fazer com que ataque)
não sei se foi do tempo em que deixei de lhe pôr a vista em cima, mas o certo é que a "criança" mudou
recentemente voltamos a travar conhecimento, e como à algum tempo que eu andava sem fazer asneira...meti-me com ele
tudo ao velho estilo do "toma lá que já almoçaste!"
depois de uma ligeira conversa por SMS, pareceu-me que a coisa era para ter continuação

não estava era previsto era chegar-me aos ouvidos que o menino andava a fazer jogo duplo?!

vá...se calhar até fui eu que no inicio o afastei...e ele fez mais que bem em fazer-se à vida
escusava era agora de mentir a cara podre de que ia estar fora (como se eu lhe tivesse perguntado o que ia fazer no fim de semana...)
tss....

pois bem, chegou-se-me aos ouvidos por parte de uma grande amiga, que aqui o rapazinho andava a ir beber muitos cafés com uma amiga dela (que por acaso eu também conheço...tal o mundo não é pequeno..lol), e que numa das despedidas, o menino tinha espetado um beijo na moça
isto no suposto fim de semana que estaria fora...lol
ai amigo...que foste catado!

mesmo assim, deixei andar...
se o menino quisesse alguma coisa.. que tomasse ele a iniciativa, que eu tenho mais com que me preocupar
(bichinho ruim que sou...lol)

voltou sim a dar noticias quando noutra noite não sei quando (ou se calhar até sei,lol, e até me tinha constado que ele ia mesmo pó engate...), quando passei em frente a ele com umas amigas, todas na galhofa
nessa noite houve uma conversazita casual, interrompida por alguns cumprimentos a pessoal aqui da terrinha (quase tudo gajos...nunca é de mais mostrar que há mais peixes no mar...muahahahah!)
mais tarde ainda houve qualquer coisa que só amigos não fazem,lol
nada de mais é certo..
mas como a vida é curta, e eu tinha mais sítios onde ir...bazei com uma amiga..

ainda me tentou convencer em ficar com ele e tal...
não me parece...

e agora ainda me parece menos, já que ainda me chegou mais informação aos ouvidos

'atão não é que o menino não tinha só jogo duplo, mas sim jogo triplo???


tudo isto para dizer o porquê da tal rapuze das neves na face
"quer dizer, cagaste para ele por não teres gostado que fizesse o mesmo que lhe irias fazer?!"

bolas pah!
confesso que o ia deixar em stand-by...pós dias em que me apetecesse ter algo casual..
ou então não! até que gostava de estar com ele e tal...se desse em alguma coisa..dava
assim é que não há nada para ninguém!

mas como há mais peixe no mar... e eu até gosto de ir à pesca..lolol
como diz o outro: "no pára! sigue! sigue!"

domingo, 14 de março de 2010

Castelo Andante


ter o meu próprio castelo andante
repleto de histórias de encantar
a cada esquina
uma nova reviravolta encontrar
mil e uma aventuras assim só
para a semana começar
sem necessidade de magia
ou feitiçaria me deparar
para quê num tapete magico voar
se este meu castelo andante
nunca pára no mesmo lugar?
porque não provar e testar o meu próprio valor
aquando de um longo desfolhar de páginas
de mais um interminável capítulo
desta história de encantar?
oh meu castelo andante
leva-me para longe
leva-me para qualquer lugar

segunda-feira, 1 de março de 2010

sanidade procura-se


depois de uma tarde a ouvir dinossauros musicais julgo me pronta para arranjar uma versão tuga da musica Let it Be dos sempre eternos Beatles

"dêxa me estar!!
dêxa me estar!!
dêxa me estar!!
oh pah dêxa me estar!!
dizende coisas com algum tine
dêxa me taaaar!!!"

e é chegar o final da semana e devo receber uma peça de roupa nova
uma camisa bem branca..daquelas em que as mangas atam atrás das costas...
lol
haja saúde

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

cenas....

"qualquer dia caga lhes o cão no caminho...depois venham se cá queixar que cheira a merda..."

apenas uma teoria entre muitas outras que me vêm à cabeça...
lol

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Conselheira Matrimonial?? desculpe mas enganou-se na porta


de algumas semanas para cá tenho desabafado bastante com uma pessoa
embora não tenha partido de mim criar esta proximidade, esta criou-se

comecei a dar por mim a sair de casa só para ir beber um suposto café
só que este acaba sempre por se tornar numa sessão de desabafos de duvidas e queixas

no inicio havia um apoio e solidariedade de ambas as partes..no inicio..
agora dou por mim a pensar muito bem no que posso dizer
pois alem de não ser conselheira matrimonial (de um "compromisso" que nem existe), tenho cara de tudo menos de agente infiltrada

ah e tal é um favor de amigo...se alguma vez precisares já sabes....conta comigo
BAHHH!!
não me lixem!

se a coisa que me lixa mesmo é ter de pesar a importância de amizades
e nestas duas que entram em conflicto.. uma pesou mais que outra

será muito difícil de ler nas entrelinhas?
"epah, esquece..por ela não passa de amizade"

tive de chegar ao ponto de dizer "ela conheceu outra pessoa"

desconfio que eu é que devo ler demasiados romances... até já antecipo o final do livro!

à instantes senti-me na obrigação de abrir o jogo para a pessoa (in)directamente envolvida

agora já não está nas minhas mãos (espero)


só espero é não ter de ouvir outra vez
"acho que não me 'tás a contar a história toda...."

PLEASE!!!!
Conselheira Matrimonial?? desculpe mas enganou-se na porta!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Rumores

ainda não estou preparada para escrever tudo o que me atravessa o espírito
devido a uma recente reviravolta
quero poder chegar aqui e escrever algo que não gire só em torno de mim mesma
pois chegou o momento de ser altruísta

sou menina para mover mundos e fundos pelos meus amigos
mas será que tenho o mesmo empenho no que toca à família?

deveria ter, pelo menos para a família mais directa

terei culpa se lágrimas mal me afectam?
se consecutivos discursos pessimistas e sem esperança já me saem a voar pelos ouvidos?

tenho alguma culpa é certo
ganhei algum calo ao longo dos últimos meses e dos consecutivos discursos negativistas

agora devo transmitir uma imagem fria
o que é pena
porque quando se deu o primeiro impacto, a reacção foi a oposta
ninguém viu é certo..apenas se constou..

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

é estranho como um simples sinal de vida
é capaz de lançar por terra
todas certezas que se pensava ter
"eu faço...eu aconteço..eu!
eu não quero saber mais dele"

pois bem...tremi de cima a baixo
continuo a tremer
e só ainda falamos de musica

saiu a noite e sentiu a minha falta
deprimente, mas deixou me um pouco mais incerta da minha incerteza...

estranho não?

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Retiro

soube mesmo bem estar estes dias fora..
apanhei logo um pouco do sotaque...
foi uma espécie de regresso às raízes (que por acaso nunca tive), foi mais um regresso a minha infância...
tradições... agora já proibidas por lei
ai que saudades...
só uma coisa deste género para me arrancar da cama às 6h30 da manha..
mas valeu a pena

fartei-me de passear...
Beja... Cuba... Vidigueira... e S. Matias
posso dizer também que travei conhecimento c os meios de transporte ferroviários
e não são mesmo para mim..
se não tomasse atenção deixava-me dormir..

este tempinho fora deu para me afastar dos "problemas" de casa
embora um ligeiro pensamento nunca saísse realmente da minha cabeça
fui para lá a pensar nisso, enquanto lá estive não estive muito tempo sem pensar nisso e agora que estou de volta... ainda não deixei de matar a cabeça a pensar

vou estar no modo stand by mais esta semana..
depois, logo vejo..
"heads will roll"...
e a minha não vai ser
não sou nenhum cão para andar a implorar atenção
sei o que quero ou quem quero,mas se alguém tem duvidas.. que se decida
detesto impasses..

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

tenho pena..


.. de ir embora
sem antes te ver
sem me despedir

.. que ocupes tantos
dos meus pensamentos
será que ocupo os teus?

.. que me deixes
tão incerta e confusa
do que queres e sentes

.. que não tomes qualquer atitude
e quem sabe te acomodes
aos meus impulsos e vontades

.. de ir embora assim
sem um adeus
sem um olhar teu

tenho pena..
e espero que quando voltar
algo tenha mudado..
para bem ou para mal
só espero uma mudança


segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010


deixa-me
entrelaçar os dedos nos teus cabelos
inspirar o teu perfume
e pensar, é aqui que pertenço

deixa-me
olhar no fundo dos teus olhos
sorrir timidamente
enquanto um ligeiro arrepio
me passa pelo corpo

e deixa-me
apenas ficar a teu lado
enquanto o tempo por nós passa
e sinto, é mesmo aqui que pertenço

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Hoje

hoje que foi um ontem...
antes de sair de casa senti-me nervosa
estava prestes a regressar momentaneamente a uma realidade que já não era a minha
regressei é um facto
mas o "click" de um regresso tão esperado não se fez sentir
continuo a gostar do grupo da qual já fiz parte
mas é também verdade que já não faço
ali já não pertenço

por um lado senti um alivio
é uma fase pela qual passei mas já está encerrada



estive também reticente em sair
por recentemente continuar metida em enredos
e nem todos da minha autoria
pensei que uma cena na qual ando metida e entretida
tinha sido enormemente complicada e comprometida
por uma variável independente
- viva a estatística descritiva, da qual ainda não me livrei ...

felizmente não houve nenhum dano irremediável
acho eu...

agora falta definir o indefinível
pois já nada está nas minhas mãos
tudo o que tinha a dizer foi dito e repetido
já não há margem para duvidas
(pelo menos minhas)
hummm
alguma coisa não está bem
anda aqui uma gaja a tentar levar uma "cena" confusa e indefinida para a frente e pimba
leva assim um grande biqueiro na cara para acordar para vida

quando finalmente alguém teve a coragem de dar o "primeiro passo", é que outro alguém também resolve tomar a iniciativa

estava tão contente...fogo...tiraram-me "aquele gostinho mesmo bom"

que treta, estou chateada..

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Pela boca morre o peixe

recentemente tem me vindo a lembrança as vezes que dizia "quero ser arrebatada...não quero nada estável e não me importa que sofra a seguir, quer dizer que estou viva"
bem, posso dizer que monotonia não tenho tido na minha vidinha..
mal saio de alguma aventura mais complicada, entro noutra de proporções ainda maiores

à pouco tempo saí de uma "relação" bem complicada
esta foi até à data, a mais longa que alguma vez tive
não estou completamente recuperada da dita aventura, mas estou no bom caminho

a cena é que já estou no meio de outra "complicação"
um conhecimento recentemente travado e que num espaço de dias, deixou-me em ponto de rebuçado
e como a estabilidade nunca foi o meu forte, qual não foi o meu espanto quando num espaço de horas me tiraram o chão de baixo dos pés?!

agora estou na fase do tentar entender o que se passou
quero saber e preciso saber
já que o interesse não desapareceu, apenas foi reforçado com o choque

e ai como eu sou teimosa...
vou dar algum tempo..mas quando me fartar, vou fazer as coisas à minha maneira
depois ele que se aguente à bronca

e como dizia o Bruno Aleixo "e a mim que me importa!?"
unf...

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

No Leaf Clover...

And it feels right this time
On his crash course with the big time
Pay no mind to the distant thunder
New day fills his head with wonder, boy

Says it feels right this time
Turned it 'round and found the right line
“Good day to be alive, sir
Good day to be alive,” he says

Then it comes to be that the soothing light at the end of
your tunnel
Was just a freight train coming your way
Then it comes to be that the soothing light at the end of
your tunnel
Was just a freight train coming your way

Don't it feel right like this?
All the pieces fall to his wish
“Sucker for that quick reward, boy
Sucker for that quick reward,” they say

Then it comes to be that the soothing light at the end of
your tunnel
Was just a freight train coming your way
Then it comes to be that the soothing light at the end of
your tunnel
Was just a freight train coming your way
It's coming your way

Then it comes to be that the soothing light at the end of
your tunnel
Was just a freight train coming your way

Then it comes to be
Then it comes to be



finalmente dispensei algum tempo a analisar esta letra...
nunca soube porque sempre me disse tanto
sei agora que me reflecte
pelo menos boa parte da minha existencia está aqui

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

but my memory remains...

é interessante como numa noite de algum desespero, se consegue dar a volta.
foi errado sair na véspera de um exame, mas no estado em que me encontrava foi o melhor a fazer
encontrar pessoal com já me tinha dado bem e divertido...
foi uma lufada de ar fresco

verdade seja dita que basta-me chegar a casa para ter logo vontade de sair
mas este fim de semana passei um dia fora
soube tão bem
mas já estou de volta e voltou tudo ao mesmo stress de antes

acho que estou um pouco mais calma
quer dizer, tenho quem me oiça e acalme
mais uma vez vou deixar andar
se ficar sério ficou...não me importo nadinha

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

como é possível que um ligeira troca de palavras possa ter provocado tamanha avalanche?
uma referencia apenas e puff deu-se um desabamento...

estava tudo encaminhado para a tentativa de um esquecimento...mas não...tinha de tudo ir com os ratos

"chamaste-me 3 vezes outro nome..."
até na despedida...

eu já sabia que ia ser difícil esquecer...mas ISTO????

estou a beira de um ataque não sei do quê...
quero gritar...sair daqui....
hoje precisava de beber para esquecer...
mas não... amanha tenho um exame e agora é que não consigo estudar mesmo nada...
mas porquê? porque quis tratar de tudo logo hoje?

no meio desta trapalhada toda, tive uma surpresa...
das pessoas que me poderiam ter estendido a mão, quem o fez foi quem eu menos esperava...
por isso estou agradecida e de certo modo triste..

nomes...

queria poder chegar aqui e deixar um texto todo bonito
de como a vida é brutal
que tudo é lindo cheio de cores e arco-íris e borboletas....

queria, mas não dá
"acabei resolver" um assunto pendente, mas em vez de ter o alivio esperado, tenho sim uma frustração imensa
cometi um erro tremendo e nem dei por isso
e repeti-o 3 vezes
como se já não bastasse saber que ainda não ultrapassei uma situação, ainda a fui buscar sem sequer me dar conta
agora estou aqui a torcer-me toda e é nada mais nada menos que véspera de um exame!!!!
preciso de sair de casa e ainda agora cheguei...
estou que nem posso...
vou tentar sair mal acabe de jantar....

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

hoje dei por mim num reboliço sentimental
entre uma pontada de raiva e à beira da tristeza

ultimamente tenho saído quase todos os dias...
seja para beber um longo café que logo se torna numa jogatana de cartas, seja mesmo para estudar (sim...estudar)

hoje segui o mesmo ritual
saí de casa ao fim da tarde, para ir ter ao sitio do costume: o café

não sei se é por estar com uma aura digna de sunako-chan (a minha personagem de anime favorita), mas não me senti integrada no grupo
sem dar importância às sintonias, ataquei logo o estudo
não faço ideia se deu algum resultado, sei que voltei para casa com o mesmo sentimento: algo não está bem

quase que aposto que a ver com a minha ultima "palhaçada"
(sim...as incertezas deixam-me assim, meio vulnerável)

desde aquela manhã que não sei nada dele
e está a matar-me não ter ninguém com quem ir beber café, só para o ver
e conseguir saber o ponto em que estamos
se voltamos ao atrofio que era, antes daquela manhã
se a pagina já foi voltada e eu não dei conta

alem de andar meio irritada com o suposto desfecho, estou irritada por não ter o contacto dele e por não saber nada dele sem ser por cenas que apanho pelo ar no meio de conversas

quando chego à conclusão que tenho de fazer algo para o tirar do meu sistema, o facto de não saber nada, faz com que aconteça rigorosamente o oposto
não é que tudo me lembre dele, porque não é isso que acontece
apenas pequenos flashes me vêm dar cabo da concentração

e aquela minha pequena mania de remoer e de repensar tudo é como a cereja em cima do bolo
desde aquela manhã que tenho passado todos os pormenores por um microscópio
porque raio me vim embora!!!! se a bronca caseira ia acontecer de qualquer das maneiras?
porque não o fiz convencer-me a ficar????
porque não tenho qualquer contacto dele????

preciso terminar o que comecei, senão ainda dou em doida
ou seja, tenho de criar a oportunidade....
se alguma vez tive coragem na vida...vai ter de ser daqui para a frente